Total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

ATENÇÃO

Termina hoje dia 29 de fevereiro de 2012,
 as inscrições para o curso História da África e afrobrasileira: vetores de uma educação plural V.
Ainda há tempo, restam poucas vagas.

Acesse o site:
www.uel.br/eventos/historiadaafrica

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

ATENÇÃO PRORROGADA INSCRIÇÕES DO

 CURSO - HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA: vetores de uma educação plural IV.

Inscrições:
31 de janeiro de 2012 a 29 de fevereiro de 2012
Período de Realização05/03/2012 a 30/06/2012
 Investimento:R$ 140,00
Carga Horária: 140 horas

Acesse o site:
www.uel.br/eventos/historiadaafrica

domingo, 5 de fevereiro de 2012

O NEAA OFERECE NOVA TURMA PARA O CURSO - HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA: vetores de uma educação plural IV.

As inscrições iniciaram em 31 de janeiro de 2012 e terminam em  20 de fevereiro de 2012, lembrando que serão apenas 300 vagas, não deixe para ultima hora.

Período de Realização05/03/2012 a 30/06/2012

 Investimento:R$ 140,00

Carga Horária: 140 horas

inscrições no site www.uel.br/eventos/historiadaafrica


O NEAA OFERECE NOVA TURMA PARA O CURSO - EDUCAÇÃO PARA AS MÍDIAS

As inscrições iniciaram em 2 de fevereiro de 2012 e terminam em   2 de março de 2012 , lembrando que serão apenas 60 vagas, não deixe para ultima hora.

Período de Realização:  12/03/2012 a 30/06/2012

Investimento:R$ 140,00

Carga Horária: 90 horas

inscrições no site www.ue.br/eventos/educamidia

ATENÇÃO

OCORRERAM MUDANÇAS NA DATA DO FIM DOS CURSOS.




quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

ATENÇÃO

O NEAA OFERECE NOVO CURSO

 EDUCAÇÃO PARA AS MÍDIAS

Inscrições: 2 de fevereiro de 2012 a 2 de março de 2012

Período de Realização: 12/03/2012 a 12/06/2012

 Investimento: R$ 120,00

Carga Horária: 50 horas

Vagas: 120

ATENÇÃO

O NEAA OFERECE NOVA TURMA PARA O CURSO - HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA: por uma biblioteca inclusiva II.

Inscrições: 20 de fevereiro de 2012 a 23 de março de 2012

Período de Realização: 02/04/2012 a 04/06/2012

 Investimento: R$ 85,00

Carga Horária: 50 horas

Vagas: 60
ATENÇÃO

O NEAA OFERECE NOVA TURMA PARA O CURSO - HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA: vetores de uma educação plural IV.

Inscrições: 31 de janeiro de 2012 a 20 de fevereiro de 2012

Período de Realização05/03/2012 a 09/07/2012

 Investimento:R$ 140,00

Carga Horária: 140 horas

Vagas: 300

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Curso Promotoras legais Populares

O NEAA encerra o primeiro curso Promotoras legais Populares.
O Projeto Promotoras Legais Populares tem por objetivo capacitar lideranças femininas de comunidades menos privilegiadas da Londrina e arredores, ensinando a elas como funciona o sistema judiciário brasileiro e repassando conhecimentos básicos dos meios legais com os quais elas podem defender seus direitos de cidadania e das comunidades em que atuam. (Rosane da Silva Borges).
No início de abril de 2012 nova turma será ofertada.
Fiquem atentas.
Informações no NEAA- fone (43) 3326-2099.

IMAGENS DO CURSO


segunda-feira, 21 de novembro de 2011



O Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos (NEAA/UEL), está com seu site no ar.
www.uel.br/neaa

Visitem.
NEAA


 
Você encontrará  artigos de Muniz Sodré, Nei Lopes, indicações de leituras, planos de aula, artigos científicos,  ebooks, entre outros itens de uma cesta temática que não para de se estender.

domingo, 20 de novembro de 2011

O NEA/UEL convida para oficina literária e lançamento dos livros.

da escritora Cidinha da Silva
 
 
 

Venha conhecer a obra de uma das escritoras negras mais importantes da contemporaneidade, atravessada por questões raciais, de gênero, entre outros assuntos.
 
Dia: 21 de novembro, às 19h
 
Local: Sede do NEAA (Rod. Celo Garcia, em frente ao Copralon) Fone: (43) 3326-2099
 
Aguardamos você!
 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Campanha de Conservação do Acervo

As bibliotecas periodicamente despendem grandes quantias para restaurar livros, repor obras desaparecidas, extraviadas, furtadas ou descartar obras sem condições de uso. A educação dos usuários é a única forma para conservar os materiais da biblioteca. Com objetivo de orientar e educar seus usuários, a Biblioteca Regional de Cáceres, criou a Campanha de Conservação do Acervo.


quarta-feira, 16 de novembro de 2011

I PRÊMIO SABERES DA DIVERSIDADE

Partilha de experiências, visibilidade das ações nas escolas e outros espaços formativos...
Inscreva sua escola ou suas ações em prol das culturas africanas e afro-brasileiras no ....
 
INSCRIÇÕES: até 21 de novembro
 
Mais informações no regulamento www.uel.br/eventos/premioneaa
Palestra
O Negro na Diáspora
Com o cantor, compositor  e escritor Nei Lopes




17 de novembro de 2011
Anfiteatro Maior do CCH campus UEL
Horário: 19:00 horas
Inscrições (para certificado): R$10,00


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Oliveira Silveira



O documentário SOU é um registro histórico-poético sobre a identidade afro-gaúcha, tendo como base a vida e a obra do poeta gaúcho Oliveira Silveira (1941-2009). Oliveira também é conhecido como o poeta da Consciência Negra, por ter sido um dos idealizadores da proposta de criação do 20 de novembro – Dia Nacional da Consciência Negra.
Documentário SOU

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Domínio Público

Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre.
Imaginem um lugar onde você
pode gratuitamente:

· Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;
· escutar músicas em MP3 de alta qualidade;
· Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia;
· ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA
· e muito mais...

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso,basta acessar o site:

http://www.dominiopublico.gov.br/


Só de literatura portuguesa são 732 obras!
 Vamos  divulgar e incentivar as pessoas, a utilizar essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Site do NEAA - Contagem Regressiva

Falta um dia para o lançamento do site do Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos (NEAA) da UEL.
Contamos com sua ativa participação na construção dos pontos da nossa trama virtual!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

BIBLIOTECA LELIA GONZÁLES

Biblioteca Lélia Gonzáles do Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos da UEL é especializada em literatura afro-asiática com maior enfoque na cultura afro-brasileira.
Com o blog propomos um catálogo do acervo da referida biblioteca, no intuito de fornecer material para o cumprimento da Lei 10.639/2003 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”.

 A Biblioteca Lélia Gonzales fornecerá cópia digitalizada de até dois(2) capítulos, entre em contato por e-mail vau@uel.br - eadneaa@uel.br ou telefone (43) 3326-2099.
No pedido deverá constar referência do livro e título do capítulo e páginação.

Estas informações encontram-se no endereço:

http://bibliotecaleliagonzales.blogspot.com/

Alertamos que estamos iniciando este trabalho e que são poucos os itens que já estão inseridos no blog, porém nossa biblioteca possui aproximadamente 500 títulos que serão disponibilizado, pretendemos completar este trabalho até dezembro.
Aguardamos comentários e sugestões.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Contos Africanos

Os Griots
~~~~~~~~~~
Depois de um bom jantar, com a lua brilhando, as pessoas de uma aldeia na África antiga podem ouvir o som de um tambor, chocalho, e uma voz que gritava: "Vamos ouvir, vamos ouvir!" Esses foram os sons do griot, o contador de histórias.
Quando eles ouviram o chamado, as crianças sabiam que estavam indo para ouvir uma história maravilhosa, com música e dança e música! Talvez hoje a história seria sobre Anansi, a aranha. Todo mundo adorava Anansi. Anansi podia tecer as teias mais bonitas. Ele foi quem ensinou o povo de Gana como tecer o pano de lama bonito. Anansi teve uma boa esposa, filhos fortes, e muitos amigos. Ele entrou em muita confusão, e usou sua inteligência e poder do humor de escapar.

Houve outras histórias que o povo gostava de ouvir mais e mais. Algumas histórias eram sobre a história da tribo. Alguns eram grandes guerras e batalhas. Algumas eram sobre a vida cotidiana. Não havia linguagem escrita na África antiga. Os narradores acompanhavam a história do povo.

Havia geralmente apenas um contador de histórias por aldeia. Se uma vila tentava roubar um contador de histórias de outra aldeia, era motivo de guerra! Os contadores de histórias foram importantes. Os griots não eram as únicas pessoas que podiam contar uma história. Qualquer um poderia gritar: "Vamos ouvir, vamos ouvir!" Mas os griots eram os "oficiais" contadores de histórias. O griot aldeia não tem que trabalhar nos campos. Sua tarefa era contar histórias.

Mil anos mais tarde, novas histórias sobre novos triunfos e novas aventuras ainda estão sendo informados pela aldeia pelos Griots.
Fonte: http://africa.mrdonn.org/fables.html

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

ENCONTRO PRESENCIAL

DATA: 5 de novembro de 2011.


HORÁRIO: 09h00min as 12h00min – 13h00min as 16h00min


LOCAL: Núcleo de Estudos Afro-asiáticos - NEAA


ENDEREÇO: Rodovia Celso Garcia Cid, km 378 (Saída para Curitiba, Antigo prédio da Equipe Atacadista, Enfrente a Coparlon – Kibom; próximo ao Shopping Catuai)
Londrina – Paraná
TELEFONE: (43) 3326-2099


PALESTRANTES:
 Oswaldo Francisco Almeida Junior – Palestra Mediação da informação em ambientes informacionais – 09h:00min as 10h:30min;
 Sueli Bortolin – Hora do conto – 10h:30min as 12h:00min;
 Coffee Break: 12h:00min as 13h:00min;
 Janaina - Contação de história – 13h:00min as 13:30min;
 Elena Andrei – Palestra Diáspora Negra: construindo re-conhecimentos - 13h:30min as 16h:00min.




CONFIRMAR PRESENÇA ATÉ DIA 25 DE OUTUBRO DE 2011.
EMAIL: vau@uel.br
eadneaa@uel.br

domingo, 2 de outubro de 2011

ENCONTRO PRESENCIAL

DATA: 5 de novembro de 2011.


HORÁRIO: 09h00min as 12h00min – 13h00min as 16h00min


LOCAL: Núcleo de Estudos Afro-asiáticos - NEAA


ENDEREÇO: Rodovia Celso Garcia Cid, km 378 (Saída para Curitiba, Antigo prédio da Equipe Atacadista, Enfrente a Coparlon – Kibom; próximo ao Shopping Catuai)
Londrina – Paraná
TELEFONE: (43) 3326-2099


PALESTRANTES:
 Oswaldo Francisco Almeida Junior – Palestra Mediação da informação em ambientes informacionais – 09h:00min as 10h:30min;
 Sueli Bortolin – Hora do conto – 10h:30min as 12h:00min;
 Coffee Break: 12h:00min as 13h:00min;
 Janaina - Contação de história – 13h:00min as 13:30min;
 Elena Andrei – Palestra Diáspora Negra: construindo re-conhecimentos - 13h:30min as 16h:00min.




CONFIRMAR PRESENÇA ATÉ DIA 25 DE OUTUBRO DE 2011.
EMAIL: vau@uel.br
eadneaa@uel.br

domingo, 18 de setembro de 2011

Pluralismo

A cor universal é negra
pela ausência e essência
da absorção do corpo
É delito conflito
abjeto em nós

A cor ausente de luz negra
pluraliza o verbo
Colori o infinito
em perfeito vazio
em tempo espaço universo.


de Jorge Amancio
Brasília - DF

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Leitura complementar

Senhores(as) cursistas.

Estaremos disponibilizando no blog algumas leituras complementares sobre a temática Afro-brasileira e africana.
A primeira será o livro organizado pelo professor doutor Kabengue Munanga, trata-se de uma bibliografia da temática afro-brasileira com o titulo de C e m  A n o s  e  M a i s  d e  B i b l i o g r a f i a  s o b r e  o  N e g r o  n o Brasil.

Acesse e faça o download.

Curso História da África e afro-brasileira: por uma biblioteca inclusiva

Faltam apenas 4 dias para o encerramento das inscrições do Curso História da África e afro-brasileira: por uma biblioteca inclusiva, restam poucas vagas.



                                    





NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-ASIÁTICOS
Educação a Distância
(Nível Extensão)




               
                               





HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA: por uma biblioteca inclusiva

Blogger: http://historiadafricaeafro-brasileira.blogspot.com/



HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA: por uma biblioteca inclusiva


INTRODUÇÃO

A principal função de uma biblioteca é atender as necessidades informacionais de seus usuários, seja ela pública, comunitária, escolar, universitária ou especializada. Para que esta tarefa seja atendida de modo satisfatório, os profissionais envolvidos devem estar atentos a estas necessidades. Disseminar informação é um dos objetivos das unidades de informação.
Pensando a biblioteca como fonte de informação o Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos da Universidade Estadual de Londrina (NEAA/UEL) em parceria com o LABTED/UEL, promove um curso de Educação a Distância (EaD) com propósito de fornecer subsídio para o profissional bibliotecário, no intuito de desenvolver capacidades relativas a literatura africana  e afro- brasileira.
O NEAA/UEL possui uma biblioteca especializada em literatura afro-asiática com maior enfoque na cultura afro-brasileira, objetivando dar maior suporte às atividades pedagógicas. Por este motivo sente-se capacitado a oferecer este curso que contribuirá com o profissional bibliotecário no conhecimento do tema.
A execução desse curso à distância possibilitará que esta ação alcance maior capilaridade, com potência para atender a um público mais amplo situado na cidade de Londrina e região metropolitana.  Reveste-se, assim, de significativa importância para superar o déficit de informação dos bibliotecários em literatura africana e afro-brasileira, atendendo aos princípios do Estado no que tange à pluralidade e à diversidade, constitutivas da Nação brasileira (Rosane da Silva Borges, 2010).

OBJETIVO GERAL

Ø            Promover o desenvolvimento profissional dos bibliotecários nas questões que envolvem a temática africana e afro-brasileira.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Ø            Sensibilizar o bibliotecário da importância da inclusão da literatura africana e afro-brasileira no acervo.
Ø            Apresentar as principais editoras brasileiras que produzem materiais específicos da literatura africana e afro-brasileira.
Ø            Conscientizar o bibliotecário a tornarem-se multiplicadores de valores anti-racista, ao promover a reversão de estereótipos negativos, possibilitando aos alunos negros a construção de uma auto imagem positiva, bem como aos não-negros reconhecer as marcas das culturas africanas que, independente da origem étnica de cada brasileiro, fazem parte do seu dia-a-dia.
Ø            Apresentar aos bibliotecários alguns autores negros e também alguns títulos de suma importância para compor o acervo da temática africana e afro-brasileira.

PÚBLICO ALVO
Ø            Bibliotecários;
Ø            Alunos de biblioteconomia;
Ø            Profissional que atuem em bibliotecas escolares, públicas,
Universitárias e especializadas.

METODOLOGIA
Ø      Apresentação de novos conceitos e conteúdos sobre África e o afro-brasileiro utilizando textos, material audiovisual e outros recursos didáticos;
Ø      Realização pesquisas em site de editoras, catálogos e revistas especializadas na temática afro-brasileira;
Ø      Avaliação do curso por meio de questionários eletrônicos.






EMENTAS DO CURSO A DISTÂNCIA



Sociedade da Informação e do Conhecimento

As sociedades do conhecimento e da informação, característica atribuída aos nossos tempos, vêm reajustando e acomodando os sujeitos sociais sob pena deles serem ofuscados pelo brilho da sociedade transparente, pela profusão de eventos e ações ocasionadas pelo aperfeiçoamento da técnica. Disso decorre que tudo ou quase tudo é partilhado em lapso de tempo muito curto. Informações até então inacessíveis passam a ser veiculadas em tempo real. Quais os desdobramentos imediatos desse panorama para o bibliotecário? Como esse profissional poderá beneficiar-se dessa situação, dividindo suas possibilidades e limites? Este módulo visa discutir os limites da sociedade da informação e do conhecimento, agregando à discussão aspectos da cultura do acesso e da consolidação das tecnologias da inteligência. Discussões relativas às novas tecnologias, à produção e difusão do saber e do conhecimento, à cultura do acesso e às culturas não-hegemônicas constituíram núcleo importante desse módulo.

Produção do conhecimento etnicorracial


As chamadas culturas não hegemônicas partem do entendimento de que saber é poder. Sem um sistema de referências é impossível construir conhecimento que dê visibilidade à riqueza cultural e contribuição epistemológica de grupos historicamente discriminados. A produção sobre o negro no Brasil e no mundo alcança estatuto enciclopédico e demanda divulgação sobre os temas explorados por pesquisadores de diferentes áreas de investigação. Esse módulo visa a apresentar o rico mosaico dos estudos acerca das relações raciais, apresentando um guia de exploração em diversos campos do conhecimento capaz de reorientar a prática cotidiana do bibliotecário.


Biblioteca inclusiva


A construção e divulgação do saber supõem acesso livre às informações processadas pelo patrimônio humano. Pensar na construção de novos operadores teórico-metodológicos no campo das relações raciais requer a consolidação de um acervo capaz de abrigar documentos relacionados à História da África, afro- brasileira e o percurso diaspórico do negro no mundo. Uma biblioteca que se quer inclusiva deverá espelhar, o quanto possível, o acúmulo da produção das várias culturas onde está inserida. O desafio deste módulo é, assim, apresentar ferramentas e orientações para que as bibliotecas contemplem os saberes das tradições teóricas e culturais pouco conhecidas, à luz do problema do acesso ao legado africano.

Experiências a serem construídas


Este Módulo será uma construção coletiva de algumas possibilidades voltadas para a promoção da diversidade no espaço educacional. Assim, priorizará trabalhos destinados a pensar em experiências no campo da biblioteca infanto-juvenil e biblioteca escolar (ambas devem estar pautadas na temática afro-brasileira).

CARGA HORÁRIA
Ø            50 HORAS
Ø            Início:12 de setembro de 2011
Ø            Final:16 de novembro de 2011

INSCRIÇÃO
Ø      NEAA/UEL;
Ø      Site: www.uel.br/eventos/afrobiblio
Ø      (43) 3326-2099
Ø       Período: 03 agosto a 02 de setembro de 2011.
INVESTIMENTO
Ø      R$ 75,00 (com certificado)
VAGAS
Ø      60





PROMOÇÃO
NEAA




  APOIO
     LABTED/UEL




  CONTATO

E-mail

eadneaa@uel.br
vau@uel.br

Telefone
(43) 3326-2099

NEAA
Rosane da Silva Borges
(Coordenadora)


Vaudice Donizeti Rodrigues
(Assistente de Educação e Documentação)









        
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 378 (Antiga Equipe – Perto do Shopping Catuai)                                                                                                                                
Cx. Postal 6001 | CEP 86051-980 | Londrina - PR

IV SEDER

 
                                                        


Apresentação


O SEDER surge de uma demanda dos educadores de Londrina e região voltada para a implementação da Lei 10.639/2003, que prevê a inclusão da História da África e Afro-brasileira nos currículos escolares. Possui natureza reflexiva (com temas atuais sobre educação e relações raciais) e propositiva (apresentação de proposta) voltadas para o assunto.
Iniciado em 2006, o SEDER está na sua quarta edição, afirmando-se como um seminário importante para a formulação e execução de projetos voltados para uma educação inclusiva. Em face das principais políticas destinadas a implantar parâmetros de igualdade e equidade nas escolas, este IV SEDER mostra-se um empreendimento fundamental para a construção  de balizas com vistas a uma educação plural.

Objetivos


·        Promover um espaço de construção de saber e descronstrução de práticas pedagógicas racistas, assim como prevê a Lei 10.639/2003;
·        Estabelecer um espaço de troca de conhecimentos e experiências práticas entre a universidade, escolas de ensino básico e comunidade.

Objetivos específicos


·        Avaliar como os conteúdos de história e cultura africana e afro-brasileira estão se desenvolvendo no ambiente escolar de Londrina e região;
·        Fortalecer as discussões sobre o racismo e suas implicações psicossociais no cotidiano escolar;
·        Oferecer subsídios teóricos-metodológicos para agentes educacionais diretamente envolvidos com a educação inclusiva;
·        Fomentar nas escolas de Londrina e região a discussão sobre a Lei 10.639/2003, a partir do compartilhamento de uma plataforma comum de ação.

Programação 


12/09 – (segunda-feira)

19h00 – Conferência de abertura
Conferencista: Profa. Dra. Maria Aparecida Bento
Tema: Educação Inclusiva no Século XXI
Local: Teatro Ouro Verde - Londrina/PR

13/09 – (terça-feira)
10h00 às 18h00 – Atividade cultural no evento e por toda cidade.
“Eu africanizo Londrina” – WAPI BRASIL – Gildean Silva pereira (Panikinho),
Leonardo Galina (Guma) Fotografo, Janaina Machado, Luciane Peixoto Barros

14h00 às 18h00 – workshop Ensino Infantil
workshop Ensino Fundamental I
workshop Ensino Fundamental II
workshop Ensino Médio
workshop Ensino Superior

14/09 – (quarta-feira)
10h00 às 20h00 - Atividade cultural no evento e por toda cidade.
“Eu africanizo Londrina” – WAPI BRASIL – Gildean Silva pereira (Panikinho),
Leonardo Galina (Guma) Fotografo, Janaina Machado, Luciane Peixoto Barros

14h00 às 18h00 – workshop Ensino Infantil
workshop Ensino Fundamental I
workshop Ensino Fundamental II
workshop Ensino Médio
workshop Ensino Superior
18h00 – Atividade cultural – Grupo Maracatu Sementes de Angola


PERIODO DE INSCRIÇÕES
22 DE AGOSTO A 06 DE SETEMBRO DE 2011

INVESTIMENTO
DOCENTES E COMUNIDADE EXTERNAS: R$ 40,00
DISCENTES/UEL:                                     R$ 20,00
INSCRIÇÕES NO SITE:
www.uel.br/eventos/seder

PROM OÇÃO
NEAA

CONTATO
E-mail
neaa@uel.br

Telefone
(43) 3326-2099


NEAA
Rosane da Silva Borges
(Coordenadora)

Vaudice Donizeti Rodrigues
(Assistente de Educação e Documentação)



        
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 378 (Antiga Equipe – Perto do Shopping Catuai)                                                                                                                                
Cx. Postal 6001 | CEP 86051-980 | Londrina - PR